Boa deteção de cio: essencial

  

Esta rotina conduz a boas taxas de deteção de estroTambém conhecido por cio. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos. em torno de 60 a 70%. Explorações de alta produção podem requerer observações mais frequentes ou muito provavelmente associar o uso de programas de sincronizaçãoDois ou mais eventos que ocorrem ao mesmo tempo, ou numa sucessão coordenada: a sincronização do estro precisa permite uma inseminação artificial organizada e agrupada. com observações de cioTambém conhecido por estro. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos., de forma a manter as taxas de deteção de estroTambém conhecido por cio. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos. acima de 60%.

Aparelhos de deteção de cioTambém conhecido por estro. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos. automatizados são também uma boa opção para algumas explorações.

Deteção de cio em explorações leiteiras

As vacas que produzem mais leite tendem a mostrar comportamento de cioTambém conhecido por estro. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos. durante menos tempo. Por exemplo, o gráfico abaixo mostra que as vacas que produzem menos de 30 kg de leite / dia podem ser detetadas a aceitar a monta (principal sinal de estroTambém conhecido por cio. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos.) por cerca de 15 horas. Em contraste, vacas de alta produção, com médias de mais de 40 kg / dia, apresentam cioTambém conhecido por estro. Fenómenos fisiológicos e comportamentais que precedem e acompanham a ovulação nas fêmeas de mamíferos. por apenas 5 h ou menos!

Effect of milk production on oestrus

Effect of milk production on oestrus detection efficiency.

  Anterior   Seguinte